Silêncio

silence01

O silêncio me ensinou a refletir mais sobre muitas questões, ele trouxe mais foco e produtividade, mais autoconhecimento e aprendizado. Na quietude da minha própria presença encontrei calmaria, um fluxo ininterrupto e isento de pensamentos intrometidos, negativos e reincidentes. Bastou separar um punhado de minutos por dia, destinados a apenas existir, e ao auxílio da despressurização mental, para desfrutar a sensação silenciosa de existir. Continuar lendo

Anúncios

Adsumus

wave-1913559_1920

É como estar na beira da praia. Ao longe, dentro daquela imensidão líquida, espumas brancas fervilham. Vejo as ondas quebrarem em voltas gloriosas e potentes, apenas um último suspiro de suas vidas tocam os meus pés.

A admiração é quebrada quando sinto o impacto da água salgada contra o corpo. Não há chão sob os pés, assim, afundo como uma âncora. Nada mais vejo a não ser a escuridão das profundezas para qual sou tragado lentamente. Quanto mais procuro paz para controlar a situação mais batalhas eclodem dentro da cabeça.  Continuar lendo

Velha Conhecida

No penúltimo dia de 2017, eu recebi a sua visita outra vez, era um sinal, como se você me dissesse nos vemos no próximo ano. Naquela dormi, não consegui dormir, meu corpo estava exausto, mas a mente não se desligava. A virada aconteceu, 2018 chegou e alguns dias depois, comecei a sentir você voltando. Um pouco de desanimo, auto sabotagem, dor aqui, dor ali. Estávamos de mãos dadas, passeando num bosque frio e escuro, cujo passos me levavam cada vez mais para o fundo e não para frente. Continuar lendo

Fagulha

Todos os anos nós perdemos algo. Alguma coisa fica presa no ano moribundo enquanto pulamos para o próximo. Talvez, o que fique para trás não valha a pena todo o seu sofrimento e sanidade, se for o caso, aperfeiçoar-se na arte de deixar ir será bom. Nada daquilo que decide partir deveria ter o poder de nos ferir, você diz, não é? O que ou quem parte não tem esse poder, mas nós lhe damos essa oportunidade e abrimos as nossas feridas para serem cutucadas. Continuar lendo

Fragmentos #15 — Brevidade

kuwait-252613_1920

Dois pardais voavam juntos, acasalando, concentrados em seu momento particular. Então, tudo aconteceu num piscar de olhos, rápido demais para ser evitado. Um carro passou e atropelou uma das aves. Eu nunca me esqueci dessa cena, ela passou a representar, para mim, a brevidade dos momentos felizes — até mesmo da vida.

Num momento estamos ali, cercados por alegria, amor e carinho, a vida adquire brilho, suavidade, beleza. Sentimo-nos seguros. Protegidos contra qualquer mal. Por mais que desejemos e lutemos para sempre contemplar dias assim, muitas vezes temos nossos pedidos negados, as coisas acabam saindo dos trilhos e encontramo-nos a mercê de todo o tipo de negatividade. Continuar lendo

A Depressão Não Tirou de Mim

sunset-197176_1920

Neste mês, graças ao projeto Setembro Amarelo, assuntos como a prevenção do suicídio, depressão e ansiedade ficam mais expostos à sociedade, sendo assim, mais discutidos e conscientizados. A depressão é uma luta constante, portanto, precisa de conscientização constante por parte daqueles que oferecem suporte ou conhecem alguém que enfrenta essa doença.

A depressão nos joga para baixo, como se tivesse uma ancora em nossos pés nos levando cada vez mais para a temível e escura profundeza de um oceano. Ela rouba a nossa alegria e nos joga contra as nossas próprias vitórias. Nada tem brilho, sabor ou colorido, não enxergamos tudo o que a vida nos oferece, ficando presos num lugar frio e escuro, negativo, cujo medo e dor são fiéis companheiros. Porém, não é para falar sobre a doença que escrevo estas palavras, mas, sim, para falar sobre o que ela não conseguiu tirar de dentro de nós.

Abaixo você lerá duas mensagens sobre a depressão. Compartilhe-as com quem quiser, pois, garanto, estas palavras serão boas energias para quem está enfrentando essa luta.

Agradecimentos especiais à amiga e escritora Juliana Daglio pela participação neste artigo. Ela é uma mulher incrivelmente forte, cuja luta me inspirou e deu forças para encarar a minha própria jornada. Os seus livros são uma fonte de boas energias.

Continuar lendo